Como receber seguro-desemprego 2019

Confira nesse artigo as informações atualizadas sobre como receber o seguro desemprego 2019; veja também o valor para 2019 e como dar entrada no benefício


O que é seguro-desemprego?

As pessoas que ficam desempregadas podem levar alguns meses para conseguir outro trabalho; todavia, as despesas não deixam de existir. Uma forma de suporte do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) é o seguro desemprego, que se trata de uma quantia de dinheiro mensal que essas pessoas desempregadas recebem.

A função do seguro desemprego é permitir que os trabalhadores mantenham suas despesas mais importantes durante o tempo em que estão procurando por outra posição. Esse benefício já é dado aos brasileiros há alguns anos e é comum que o MTE queira fazer certas modificações, em especial por conta da recente crise econômica.

É por esse cenário que o governo federal está alterando as regras do seguro desemprego e essas alterações estarão em vigência a partir de 2019. É indispensável que os trabalhadores saibam que regras são as novas porque, a partir do próximo ano, será necessário ter mais tempo de registro para solicitar o seguro desemprego.

Como receber seguro-desemprego 2019


Quem pode receber o seguro-desemprego 2019?

As pessoas que pediram o seguro-desemprego há menos de um ano e quatro meses não podem requisitá-lo de novo. É obrigatório ter sido registrado na CTPS de acordo com o tempo mínimo que será apresentado: para os trabalhadores rurais, por exemplo, é de um ano e três meses. Entretanto, esse período só será válido se estiver compreendido em dois anos até o pedido do benefício.

Os solicitantes do seguro desemprego não podem apresentar relação com qualquer outra empresa, seja como participante de lucros, seja como sócio. Outra obrigatoriedade que o Ministério do Trabalho e Emprego já utilizava e que continua em 2019 é não ter sido demitido por justa causa.


Regras para receber seguro-desemprego 2019

As novas regras para esse benefício são, basicamente, relacionadas a quantos anos registrados os trabalhadores possuem antes de fazer a solicitação. Até o momento, era preciso que eles sempre tivessem seis meses mínimos quando pedem o seguro desemprego. Agora, quem pede pela primeira vez tem de apresentar um ano e meio de registro.

Para requisitar o seguro desemprego pela segunda vez, o trabalhador terá de ter um ano registrado na sua carteira. Se ele pedir o benefício pela terceira vez ou mais que isso, será exigido seis meses registrados. É necessário reforçar que deve haver um ano e quatro meses entre um benefício e outro.

A quantidade de parcelas de pagamento também vai ser modificada a partir do ano que vem. Quando o indivíduo pede o benefício pela primeira vez, ele só receberá quatro parcelas; se for pedido pela segunda vez, a quantidade de parcelas vai variar entre quatro e cinco. A partir da terceira vez, esse número de parcelas ficará entre três e cinco.


Onde sacar o seguro-desemprego 2019?

Há diferentes órgãos onde os trabalhadores podem sacar o seu seguro desemprego, como a as lotéricas. Para receber, será preciso um documento com foto e, se a pessoa possui o Cartão Cidadão, deve levar. As agências da Caixa Econômica Federal também servem para os trabalhadores receberem o seguro desemprego, mas deve-se levar o cartão cidadão e o documento de identidade.

Quem tem esse Cartão Cidadão também pode procurar as agências Caixa Aqui ou os seus terminais eletrônicos. Deve-se reforçar que esses terminais não precisam estar apenas dentro dos bancos, mas são disponibilizados em shoppings, em supermercados, em terminais de ônibus e muito mais.


Como dar entrada no seguro-desemprego 2019?

Os trabalhadores podem solicitar seu seguro desemprego usando o Portal Emprega Brasil: https://empregabrasil.mte.gov.br/. A solicitação desse benefício também pode ser feita por meio do Sistema Nacional de Empregos (SINE): primeiro, os trabalhadores têm de agendar um atendimento e, nesse dia, levar a documentação que o SINE requer. Para agilizar, o cidadão que quer o seguro desemprego deve providenciar seus últimos três holerites, a sua carteira de trabalho e os seus documentos pessoais.


Valores seguro-desemprego 2019

O Ministério do Trabalho e Emprego fornece o seguro desemprego com base nos três últimos vencimentos que a pessoa recebeu, ou seja, essa regra não foi alterada. Há três tipos diferentes de benefício: no caso de a pessoa ter recebido até R$ 1.450,00, a quantia em questão vai ser multiplicada por 80%.

Quando o salário estava entre R$ 2.147,00 e R$ 1.450,00 e necessário multiplicar por 50% e depois adicionar R$ 1.160,00. Se a remuneração for maior que R$ 2.147,00, o trabalhador sempre receberá R$ 1.643,00 como seu seguro desemprego.

Como receber seguro-desemprego 2019


O que fazer se o seguro-desemprego 2019 for negado?

Os cidadãos que têm o devido registro e que não solicitaram nenhum seguro desemprego nos últimos um ano e quatro meses dificilmente receberão negativa. Entretanto, na eventualidade de o Ministério do Trabalho não permitir o benefício, a pessoa pode buscar o ministério presencialmente para receber esclarecimentos. Além do atendimento no MTE, o cidadão pode procurar o fórum trabalhista com sua carteira de trabalho e os seus documentos pessoais.

Categoria: Receber Seguro Desemprego

Tags:, , ,

- 14 de setembro de 2018
O Desemprego Seguro é um site não-oficial e não possui qualquer vínculo com o Ministério do Trabalho e Emprego. A página tem como objetivo informar e esclarecer dúvidas sobre o Seguro Desemprego.

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado / Campos obrigatórios *