Como tirar a credencial da CPTM para desempregados

Passar pelo desemprego sempre é um momento delicado na vida das pessoas, visto que algumas vezes, o trabalhador precisa continuar arcando com uma série de pagamentos, mesmo não tendo um salário fixo. E foi pensando justamente nesse grupo que o governo de São Paulo lançou a credencial da CPTM para desempregados.

Uma informação importante, e que deve ser conhecida pelos trabalhadores, é o fato de a credencial para desempregados da CPTM ser válida por 90 dias. Ela é fornecida apenas para aqueles trabalhadores que foram demitidos sem justa causa e que esteja sem emprego por um período de no mínimo um mês e no máximo seis meses.

Também é essencial que o trabalhador tenha permanecido no seu último trabalho, com carteira assinada, por pelo menos seis meses. Esses pré-requisitos são obrigatórios e devem ser comprovados no início do processo, para que dessa maneira os interessados realmente consigam ir até o final do processo.

Passo a passo para tirar a credencial para desempregados

Como tirar a credencial da CPTM para desempregados

 

A primeira etapa para tirar a credencial para desempregados da CPTM é ter a certeza de que possui direito ao benefício, se enquadrando em todos os pré-requisitos, basta seguir o seguinte prosseguimento:

1. Documentos

Reúna toda a documentação necessária para que não ocorra nenhum imprevisto. Os documentos obrigatórios são:

  • Documento de Identidade original; não são válidas nenhum tipo de cópia.
  • CPF
  • Carteira de Trabalho já com a baixa do último cargo ocupado pelo trabalhador.
  • Termo de rescisão do contrato de trabalho com a empresa.

2. Pedido

Vá até a Estação Barra Funda, de segunda a sexta-feira (exceto feriados), das 8h às 16h. Apresente a documentação e faça o pedido da credencial.

Vale lembrar que nenhuma taxa é cobrada para fazer essa aquisição, portanto, é sem dúvida essencial saber como funciona. No caso de qualquer dúvida, basta entrar em contato pelo telefone 0800 055 0121 ou pelo site www.cptm.sp.gov.br/Pages/atendimento.aspx.

Bilhetes do Metrô para desempregados

Vale ressaltar que os trabalhadores que estejam passando por esse momento delicado também podem solicitar bilhetes especiais para o Metrô, nesse caso é necessário:

1. Documentos

Separe a documentação necessária, assim como no primeiro caso. Os itens são:

  • RG
  • Carteira de Trabalho com baixa do último emprego; essa informação é essencial para que seja possível entrar com esse recurso.

2. Cadastro

Faça um cadastro na Estação Marechal Deodoro, na Linha 3-Vermelha. O horário de funcionamento é de segunda a sexta-feira, sempre das 8h30 às 16h.

Vantagens dos bilhetes para desempregados

Essa medida acabou sendo muito benéfica para diversos trabalhadores que mesmo com o desemprego precisam se locomover pela cidade em busca de uma nova recolocação no mercado de trabalho.

Além disso, também é uma forma de ajudar com que ele consiga realmente um novo emprego. Muitas vezes, esses incentivos auxiliam bastante no orçamento da família, visto que o transporte é um dos custos mais elevados no dia a dia.

Um alerta importante é que, no caso de perda ou extravio do bilhete, o mesmo não poderá ser resposto. E quando o trabalhador conseguir uma nova ocupação, o bilhete especial precisa ser devolvido em uma das estações, pois esse é um benefício exclusivo para quem está sem emprego.

Você acabou de conferir informações sobre o a credencial para desempregados da CPTM. Se elas foram úteis para você, compartilhe com seus amigos no Facebook ou clique no botão “Curtir”. E caso você tenha alguma dúvida, escreva a sua pergunta na seção de comentários.

Categoria: Benefícios para Desempregados

Tags:, , ,

- 14 de julho de 2017
O Desemprego Seguro é um site não-oficial e não possui qualquer vínculo com o Ministério do Trabalho e Emprego. A página tem como objetivo informar e esclarecer dúvidas sobre o Seguro Desemprego.

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado / Campos obrigatórios *