Novas regras do seguro-desemprego 2017

O seguro-desemprego 2017 é um dos benefícios que mais ajuda o trabalhador em momentos de dificuldades, afinal, é com este recurso que muitos homens e mulheres conseguem se manter neste processo de transição entre um emprego e outro.

Porém, por conta de uma série de fatores, inclusive a má gestão que vem sendo constante há algum tempo, o governo se viu forçado a aplicar alguns ajustes importantes no que se refere ao pagamento das parcelas aos trabalhadores.

Diante de uma situação praticamente insustentável, foi necessário criar novas regras para o seguro-desemprego. Essas mudanças devem ser vistas com muita atenção e cuidado por todos que possam vir a utilizar o benefício em algum momento da vida.

Como funcionam as novas regras do seguro-desemprego 2017

regras-seguro-desemprego-2017

Os trabalhadores que forem dar entrada no seguro-desemprego 2017 precisam cumprir alguns requisitos considerados obrigatórios. De acordo com as novas regras, são eles:

  • Cumprir o período de 12 meses de trabalho com carteira assinada. Atualmente, os profissionais que possuem menos tempo de trabalho não poderão retirar o benefício.
  • Ter trabalhado por no mínimo nove meses na mesma empresa para quem for solicitar pela segunda vez.
  • Ter trabalhado por seis meses no caso da terceira solicitação do benefício.

Estes são os novos critérios básicos exigidos pelo governo que o trabalhador obrigatoriamente deverá cumprir para ter o direito a dar entrada no seguro-desemprego, no entanto, algumas antigas regras continuam valendo, como, por exemplo:

  • Ter sido desligado da empresa sem justa-causa.
  • Não receber nenhum outro benefício fornecido pelo governo.
  • Ter trabalhado por um período de pelo menos dois anos antes da segunda solicitação.

Como dar entrada no seguro-desemprego 2017

Agora com o conhecimento das novas regras do seguro-desemprego 2017, você precisa se preparar para dar entrada no benefício. Para isso, você deve cumprir os prazos estabelecidos pelo Ministério do Trabalho e fazer o agendamento do seguro-desemprego o quanto antes. Veja as regras:

  • Trabalhadores de atividades formais: de 7 a 120 dias para dar entrada no seguro-desemprego.
  • Empregados domésticos: de 7 a 90 dias para dar entrada no seguro-desemprego.

Vale lembrar que os dias são contados sempre a partir da data da dispensa. Caso perca o prazo para dar entrada no seguro-desemprego, você ficará impedido de receber o dinheiro.

Como fazer o agendamento do seguro-desemprego 2017

Para dar entrada no seguro-desemprego 2017, primeiro você deve fazer o agendamento no site do Ministério do Trabalho.

Leia também: como fazer o agendamento do seguro-desemprego.

O próximo passo é comparecer ao posto escolhido no momento do agendamento.

No dia do atendimento, você deve apresentar a relação de documentos abaixo:

  • Carteira de Trabalho.
  • Comprovante de inscrição do PIS-PASEP ou cartão cidadão.
  • Requerimento do seguro-desemprego.
  • Carteira de Identidade.
  • Certidão de nascimento ou casamento.
  • Últimos três contracheques.
  • Comprovante do FGTS ou os seus extratos de depósitos.

Valores do seguro-desemprego 2017

Após a aprovação do pedido, chegou o momento de saber o valor do seguro-desemprego que você terá direito a receber. Para isso, é necessário fazer alguns cálculos básicos.

Vale ressaltar que, oficialmente, o Ministério do Trabalho ainda não divulgou uma tabela de valores do seguro-desemprego 2017, então, é preciso ainda tomar como base a tabela de 2016.

  • Um salário de até R$ 1.360,70 deve-se multiplicar o salário médio por 80%.
  • Salários entre R$ 1.360,71 até R$ 2.268,05, o valor que passar do R$ 1.360,70 deve ser multiplicado por 0,5 e somado por 1.088,56.
  • Salários superiores a R$ 2.268,05 o valor da parcela é fixado em R$ 1.542,24.

Você acabou de conferir informações sobre o seguro-desemprego 2017. Se elas foram úteis para você, compartilhe com seus amigos no Facebook ou clique no botão “Curtir”. E caso você tenha alguma dúvida, escreva a sua pergunta na seção de comentários.

Categoria: Seguro-desemprego 2017

Tags:

- 20 de outubro de 2016
O Desemprego Seguro é um site não-oficial e não possui qualquer vínculo com o Ministério do Trabalho e Emprego. A página tem como objetivo informar e esclarecer dúvidas sobre o Seguro Desemprego.

Comentários

  1. Meu padrão não deposito meu seguro desemprego e
    agora como vai ser

    • Fabricia, você precisa conversar com seu patrão para acertar o valor que você tem direito a receber.

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado / Campos obrigatórios *