Como fazer a consulta de habilitação do seguro-desemprego

O seguro-desemprego é um benefício garantido por lei no qual o profissional que atua no mercado de trabalho com carteira assinada tem o direito de receber um valor mensal a fim de suprir as suas necessidades (e da sua família) ao ser desligado da empresa sem justa-causa.

Esse recurso é pago pela Previdência Social, sendo necessário, porém, cumprir alguns requisitos básicos, como, por exemplo, não possuir nenhum tipo de renda para cobrir as despesas diárias. O tempo de pagamento também é limitado, podendo variar de acordo com cada situação.

Passo-a-passo para fazer a consulta

consultar-habilitacao-seguro-desemprego

Atualmente o governo oferece diversas ferramentas online para facilitar a vida dos trabalhadores. Entre as opções disponíveis na internet, está a consulta de habilitação do seguro-desemprego. Confira o tutorial passo-a-passo que preparamos e veja como funciona essa operação.

1. Acesse o site da Caixa Econômica Federal pelo endereço https://sisgr.caixa.gov.br/internet.do?segmento=CIDADAO01.

2. Informe o número do PIS/PASEP no primeiro campo e a sua senha no segundo campo; em seguida, clique em “Ok” para prosseguir.

consultar-habilitacao-seguro-desemprego-acesso

3. Após acessar o seu cadastro, clique na aba Seguro-Desemprego para fazer a consulta.

consultar-habilitacao-seguro-desemprego-aba

4. Agora clique em “Consulte se benefício”.

saldo-seguro-desemprego-beneficio

5. Caso o seu benefício esteja habilitado, essas informações serão apresentadas na próxima tela, serão:

  • Nome completo do beneficiário.
  • Número referente à habilitação.
  • Procedimento.
  • Se existe parcela em aberto, ou não.

Realizando esses procedimentos, você vai conseguir visualizar a situação vigente do seu seguro-desemprego.

Saiba mais sobre as solicitações do seguro-desemprego

Existem diferentes regras envolvendo as solicitações do seguro-desemprego. Entenda as características de cada uma delas.

1. Primeira solicitação

Nesse caso você poderá receber quatro parcelas do benefício, desde que tenha trabalhado por um período mínimo de 12 meses e máximo de 23 meses. Já para ter direito a receber mais uma parcela, ou seja, cinco, é preciso ter trabalhado 24 meses no período usado como referência para fazer o cálculo.

2. Segunda solicitação

Também possui um teto máximo de cinco parcelas, desde que você tenha trabalhado 24 meses. Quem exerceu a sua função por 12 meses no mínimo e 23 meses no máximo, tem direito a quatro parcelas. Já se você tiver trabalhado por no mínimo 9 meses e no máximo 11 meses, será possível receber 3 parcelas.

3. Terceira solicitação

O teto máximo de 5 meses continua vigorando com os mesmos pré-requisitos citados acima. Para receber 3 parcelas, você precisa ter exercido as suas funções por no mínimo dozes meses e no máximo 23 meses.

Cada solicitação é analisada pelo Ministério do Trabalho e Emprego, que irá dizer qual tipo de pagamento se adequa ao seu perfil, bem como o número máximo de parcelas que você terá direito a receber.

Vale lembrar que o período trabalhado pode ter sido de maneira contínua ou não. O importante é que seja de carteira assinada e que se cumpram os requisitos básicos para fazer o pedido.

Essas foram as informações para você aprender a fazer a consulta de habilitação do seguro-desemprego. Se elas foram úteis para você, compartilhe com seus amigos no Facebook ou clique no botão “Curtir”. E caso você tenha alguma dúvida, escreva a sua pergunta na seção de comentários.

Categoria: Habilitação Seguro-Desemprego

Tags:

- 4 de agosto de 2016
O Desemprego Seguro é um site não-oficial e não possui qualquer vínculo com o Ministério do Trabalho e Emprego. A página tem como objetivo informar e esclarecer dúvidas sobre o Seguro Desemprego.

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado / Campos obrigatórios *